O GLOBO – 10/06/2024

O lixo do carioca será convertido em crédito de carbono. A Caixa encerra nesta segunda-feira uma consulta pública de manifestação de interesse para a venda de um milhão de créditos gerados a partir do tratamento de resíduos sólidos urbanos do Rio de Janeiro. A Ciclus Rio, concessionária da Prefeitura do Rio responsável pelo serviço, registrou os créditos no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo da ONU.

Os créditos de carbono são gerados por uma série de beneficiamentos do lixo no Centro de Tratamento de Resíduos (CTR Rio), em Seropédica (RJ), como a transformação do gás gerado pelo resíduos sólidos em biometano e em energia elétrica. A planta tem capacidade para 2,8 MW, o que faz do aterro autossuficiente em energia.

O CTR Rio é responsável pela gestão integrada de 10 mil toneladas de resíduos por dia, dos quais 9 mil são provenientes do Rio. O tratamento evita o lançamento de mais de 1 milhão de toneladas de CO2 na atmosfera por ano. Além da parceria com a Caixa, Ciclus Rio, do Grupo Simpar, venderá ainda outros 600 mil créditos de carbono em outras plataformas e no mercado.

Fonte: O Globo
https://oglobo.globo.com/blogs/ancelmo-gois/post/2024/06/lixo-carioca-voltara-a-ser-convertido-em-credito-de-carbono.ghtml

BIOMETANO: A ENERGIA DO FUTURO

Precisamos pensar em alternativas sustentáveis para o planeta. Startups já estão de olho em boas alternativas para reduzir a emissão de poluentes - EXAME – 15/0...